#11 - Março 2021

ver no navegador

Olá, essa é a newsletter do Centro de Estudos da Metrópole (CEM). Todo mês, uma seleção de estudos, dados e notícias mais relevantes sobre os temas das desigualdades e das políticas públicas.


DADOS E ANÁLISES

Estudo do CEM para a Rede de Pesquisa Solidária indica queda de investimentos em educação  

Pesquisa conduzida pela professora Ursula Peres (EACH-USP), e Fábio Pereira dos Santos, técnico da Câmara Municipal de São Paulo, indica que não basta haver transferência de recursos da União para estados (e DF) se não houver coordenação dos valores transferidos e da utilização dos recursos. A análise mostra que as despesas dos estados cresceram expressivamente na área de saúde, como esperado, mas a ausência de estratégia para combater os efeitos da pandemia levou a uma queda média de 9% nas despesas com educação. Tal queda ocorreu na maioria dos estados, mesmo naqueles que tiveram ganhos na arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Alguns reduziram o dispêndio em educação em mais de 20%.
LEIA MAIS »

ATUALIDADES

Seminário de lançamento do livro Espaços Periféricos

Em 12/02, o professor do Departamento de Ciência Política da USP e diretor do CEM Eduardo Marques conduziu o seminário de lançamento do livro “Espaços periféricos: política, violência e território nas bordas da cidade”. A obra, a mais recente publicação do Centro de Estudos da Metrópole (CEM), foi lançada pela editora UFSCar e organizada pelos pós-doutores Matthew Aaron Richmond, Moisés Kopper, Valéria Cristina de Oliveira e Jaqueline Garza Placencia. A partir de pesquisas de campo realizadas no distrito de Sapopemba, em São Paulo, os pesquisadores apresentam uma ressignificação do conceito de periferia. A análise adota uma abordagem transdisciplinar e dialoga com uma primeira onda de estudos críticos sobre a noção de periferia. 
VEJA MAIS »

 

Conflito entre governo federal e governos estaduais é tema de conversa no canal ‘Fora da política não há salvação’ 

A professora do Departamento de Ciência Política da USP e pesquisadora do CEM Marta Arretche conversou com o cientista político Cláudio Couto sobre os conflitos entre o presidente Jair Bolsonaro e os governadores no contexto de pandemia no Brasil. Arretche apontou a evolução da narrativa bolsonarista sobre a doença, a produção e distribuição de vacinas, a agenda política do presidente, e seus embates com o poder judiciário. “Infelizmente, nós estamos vivendo momentos muito difíceis. Nós estamos vivendo um nível de polarização e, lamentavelmente, um presidente que adotou uma estratégia de confronto com as instituições e de confronto com a agenda de combate à pandemia. Nós temos que nos preparar para um 2021 muito difícil. Estamos todos muito preocupados com o que vai acontecer com o Brasil no curto prazo, em termos econômicos, de perdas de vidas e de sofrimento que seria evitável [...] Em termos de agenda, acho que temos todas as razões para nos preocuparmos com o futuro”. A conversa na íntegra está disponível no YouTube. 
VEJA MAIS »

 

NOSSAS PUBLICAÇÕES

Desigualdades em mobilidade urbana em metrópoles do norte e do sul global

Inequalities in transit accessibility: Contributions from a comparative study between Global South and North metropolitan regions

O professor do Departamento de Ciência Política da USP e diretor do CEM Eduardo Marques e a pesquisadora do CEM e professora da Poli-USP Mariana Giannotti publicaram, na revista Cities, um estudo comparativo sobre acessibilidade e desigualdades no transporte urbano em diferentes regiões de Londres e São Paulo. A escolha das metrópoles foi feita de modo a comparar as dinâmicas de mobilidade urbana e desigualdade em cidades do norte e do sul global. Também assinam o estudo os pesquisadores Joana Barros, Diego Tomasiello, Duncan Smith, Bruna Pizzol, Beatriz Santos, Chen Zhong, Yao Shen, e Michael Batty. 
VEJA MAIS »

 

A eficácia de programas de transferência de renda no combate à pobreza

In-cash Transfers: from Passive to Empowered Beneficiaries in the Global South

Em artigo para a revista Social Policy and Society Journal, a pesquisadora do CEM, Katarina Pitasse Fragoso, analisa programas de combate à pobreza. Diante da popularidade de programas de transferência direta de renda nos últimos anos, a autora investiga a eficácia e os limites deste tipo de ação. Fragoso indica que as políticas públicas constituem um instrumento de grande importância no combate à pobreza, e defende a participação social no processo decisório enquanto oportunidade institucional para garantia de políticas democráticas, visando o aprimoramento dos serviços públicos. 
VEJA MAIS »

 

Conselhos e regimes de normatização: padrões decisórios em municípios de grande porte

Artigo publicado na Revista Brasileira de Ciências Sociais dos pesquisadores do CEM, Adrian Gurza Lavalle e Hellen Guicheney, juntamente com Bruno Grisotto Vello, do Imaflora, analisa a atuação de conselhos gestores de políticas municipais e sua relação com os regimes normativos estaduais. O estudo argumenta que regimes de normatização subnacional de escopo estadual podem modificar, consideravelmente, a atuação dos conselhos gestores de políticas no plano municipal. A análise aponta ainda perguntas para estudos futuros e a necessidade de esforços para desenvolvimento de pesquisas na área. 
VEJA MAIS »

 

Atenção e proteção aos profissionais de saúde durante a pandemia de covid-19

The vulnerabilities of the Brazilian health workforce during health emergencies: Analysing personal feelings, access to resources and work dynamics during the COVIDÔÇÉ19 pandemic

Em contribuição para o International Journal of Health Planning and Management, a pesquisadora do CEM Gabriela Lotta, juntamente com Michelle Fernandez (UnB) e Marcela Corrêa (FGV) analisam os impactos da pandemia sobre os profissionais de saúde como médicos, enfermeiros e agentes de saúde comunitários. Por meio da aplicação de questionário online com 1.630 profissionais de saúde, as pesquisadoras coletaram dados sobre a percepção dos profissionais sobre as condições de trabalho, sua saúde mental, e as mudanças trazidas à rotina de trabalho pela pandemia. Os resultados indicam que a maioria dos profissionais não se sentiam preparados para trabalhar em um cenário emergencial, com relatos de impacto negativo sobre sua saúde mental. O estudo revela uma falha do sistema de saúde brasileiro em proteger seus profissionais, indicando mudanças necessárias para o futuro pós-pandêmico.
VEJA MAIS »

Recebeu por indicação? Cadastre-se no final desta página.

 

Estava errado: No envio original desta edição da newsletter o título do primeiro item incluia erroneamente a palavra “saúde”. Ainda, o texto do penúltimo item não correspondia ao título. Ambos foram corrigidos. 


CENTRO DE ESTUDOS DA METRÓPOLE
T FFLCH/USP 55 11 3091 2097
T Cebrap 55 11 5574 0399
http://centrodametropole.fflch.usp.br
@ centrodametropole@usp.br


 

 

 

Se não desejar mais receber esta
newsletter, descadastre-se aqui.